Bolsonaro critica voto eletrônico: Única republiqueta que aceita essa porcaria é a nossa

Presidente ainda ironizou o ministro Barroso, que é contrário a mudança.

Foto: Reprodução Youtube
Foto: Reprodução Youtube

Em sua já tradicional live às quintas-feiras, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o voto impresso já para as eleições de 2022. Para ele, as urnas eletrônicas não são seguras e põem a democracia em risco.

“Ninguém aceita mais esse voto que tá aí. Como falar que esse voto é preciso, legal, justo e não é fraudado ? A única republiqueta do mundo que aceita
a porcaria desse voto é a nossa”, disse Bolsonaro. “Se o parlamento brasileiro aprovar e promulgar vai ter voto impresso em 2022 e ponto final. Se não tiver, não vai ter eleição. O recado tá dado, devemos aprender a respeitar a constituição como um todo”, ameaçou.

Apesar da afirmação, a informação de que o Brasil seria a única nação a adotar o voto eletrônico não é verdadeira. Um levantamento feito pelo Uol mostra que mais de 20 países utilizam a urna eletrônica. Nos Estados Unidos, por exemplo, 30 estados utilizam o voto eletrônico em seu processo eleitoral.

Além disso, Bolsonaro ironizou a declaração do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, que disse que a iniciativa pode trazer caos e judicialização ao processo eleitoral. “É dono do mundo, o dono da verdade absoluta, não pode ser contestado, só pode ser. Eu tô preocupado se Jesus Cristo baixar na terra, ele vai ser boy do ministro Barroso”.

Fonte: Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *