Celso de Mello determina que Bolsonaro preste depoimento presencial na PF

Com decisão do ministro, como investigado, Bolsonaro pode exercer o direito ao silêncio durante o depoimento

[Celso de Mello determina que Bolsonaro preste depoimento presencial na PF]
Foto : Isac Nobrega PR

O procurador-geral da República, Augusto Aras, havia sugerido que Bolsonaro escolhesse como depor, mas, de acordo com o ministro, a prerrogativa não se aplica a presidentes investigados. Com a decisão de Celso de Mello, como investigado, Bolsonaro não pode responder por escrito, mas tem a possibilidade de exercer o direito ao silêncio durante o depoimento.

O inquérito foi aberto em abril deste ano com autorização de Celso de Mello, com base na denúncia feita pelo ex-ministro Sergio Moro. O pedido para abertura do inquérito partiu da Procuradoria Geral da República (PGR). Bolsonaro nega ter interferido na Polícia Federal.

Fonte :Metro 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *