Com Alckmin e Serra no noticiário policial, FHC some das redes sociais

Esse é o maior intervalo que o ex-presidente fica sem se pronunciar nas redes desde o início do ano.

Foto: Divulgação/Rede Globo
Foto: Divulgação/Rede Globo

 

Com investigação policial mirado nomes fortes do partido que ajudou a criar, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) decidiu dar um tempo da internet.

Desde 11 de julho, ou seja, há 19 dias, ele não escreve nada nas redes sociais. Esse é o maior intervalo que o ex-presidente fica sem se pronunciar nas redes desde o início do ano.

O silêncio coincide com o acúmulo de operações e denúncias envolvendo seus companheiros do PSDB, o ex-senador José Serra e o ex-governador Geraldo Alckmin.

A Polícia Federal afirmou no dia 21 de julho que Serra e o fundador da Qualicorp, o empresário José Seripieri Filho, estão “no topo da cadeia criminosa” que envolveu repasses ocultos de R$ 5 milhões para a campanha do tucano ao Senado, em 2014.

Serra e Filho foram alvos de uma operação autorizada pela Justiça Eleitoral, que determinou o cumprimento de quatro mandados de prisão temporária e outros 15 de busca e apreensão relacionados ao caso.

Alckmin, por sua vez, foi denunciado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público de São Paulo à Justiça Eleitoral.

Também neste mês ele foi indiciado a partir de uma investigação com base em informações fornecidas por executivos do Grupo Odebrecht em acordos de colaboração premiada.

Fonte: Com informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *