Parlamentares bolivianos trocam socos e chutes em sessão. Veja vídeo

Agressões aconteceram durante sessão que discutia se houve golpe ou fraude nas eleições de 2019 no país.

Reprodução/Redes Sociais
Dois parlamentares bolivianos trocaram socos e chutes, na terça-feira (8/6), durante uma sessão pública que recebia o informe de um ministro do governo sobre a detenção da ex-presidente Jeanine Áñez, em março.

O senador Henry Montero, do partido de direita Cremos, e o deputado Antonio Gabriel Colque, do MAS (Movimento Ao Socialismo), trocaram xingamentos e agressões físicas. O momento foi transmitido pela TV do país.

O desentendimento aconteceu durante a sessão que ouvia o ministro do Governo (Casa Civil), Fernando del Castillo, sobre a crise boliviana que ocorreu após a renúncia de Evo Morales da presidência, em 2019. Os partidos dos parlamentares disputam se a crise foi produto de uma fraude eleitoral ou de golpe.

Veja o momento abaixo:

 

Congressistas do Cremos, partido de direita e oposição ao governo, afirma que a detenção da ex-presidente Áñez foi uma violação da lei e que houve fraude nas eleições que elegeram Evo Morales.

O ministro Del Castilho gritou “Cúmplices!” aos parlamentares do Cremos, em relação ao suposto golpe que ocorreu após as eleições de 2019 no país.

Montero, então, pedia respeito quando foi empurrado por Colque e outros legisladores. Os dois trocaram chutes e socos até que o deputado foi derrubado no chão.

Na praça de Armas de La Paz, duas outras parlamentares, Tatiana Áñez, do Cremos, e María Alanoca, do MAS, também trocaram ofensas e agressões físicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *